• Instagram
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
Fundação

A Fundação

FUNDAÇÃO FELICE ROSSO

O nome da Fundação é também o nome de seu idealizador, o empresário italiano Nicola Felice Rosso. O imigrante, então com 70 anos, havia acumulado fortuna e não tinha herdeiros. Decidido a doar mil contos de réis à Santa Casa, Rosso foi convencido pelo amigo, advogado e testamenteiro Américo Gasparini a construir um hospital para cuidar de pessoas carentes.

A ideia de Gasparini foi aprovada e, a partir de então, contou com o apoio de Américo René Gianetti, Anielo Anastasia, Antônio Falci, Arthur Savassi, Braz Pelegrino, Enne Ciro Poni e Vicente Longo para ser concretizada.

Em 24 de março de 1937, Felício Rocho – nome já abrasileirado – assinou a escritura pública que instituía a Fundação Felice Rosso. Em seguida à assinatura da escritura, o grupo de apoiadores da Fundação conseguiu a doação de um terreno de 10 mil metros quadrados no Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Assim, no dia 9 de maio de 1937, foi depositada a pedra fundamental, marcando o início da construção, cujo projeto da planta foi assinado pelo arquiteto Rafaello Berti. Felício Rocho faleceu um mês antes da aprovação da planta do que se tornaria o Hospital. Diante disso, Américo Gasparini assumiu os trabalhos da Fundação e da construção do prédio. O Hospital Felício Rocho foi inaugurado em 21 de junho de 1952.

A Fundação Felice Rosso está sempre atenta às tendências e às necessidades de avanço na área da saúde. Com vocação para ensino e pesquisa, foi inaugurado, em 2015, o Núcleo de Ciências da Saúde Felício Rocho, que se tornou outro pilar da Fundação, responsável pelas áreas de Ensino, Estudo e Pesquisa.

Missão Missão Missão
Cuidar das pessoas e agregar qualidade à vida.
Visão Visão Visão
Ser referência em cuidado à saúde em âmbito nacional, com excelência e sustentabilidade.
Valores Valores Valores
Ética, transparência e inovação, segurança, conhecimento e benemerência.
NOSSA
HISTÓRIA

A partir da determinação e das ações harmoniosas de dois homens, é possível compreender-se a evolução desse sonho até a sua realização...

LINHA DO
TEMPO
2021
- Inserção no Programa de Acreditação QMentum International; - Reconhecimento da Instituição no World's Best Hospital 2021, como um dos melhores hospitais do país, pela revista americana NewsWeek; - Realização da 1ª edição do Prêmio HFR de Incentivo à Produção Científica; - Marco de 1.500 cirurgias robóticas realizadas no Hospital Felício Rocho; - Inauguração do Centro de Imunização; - Inauguração do Centro de Alergia e Imunologia; - Parceria com o Grupo Oncoclínicas.
2020
Lançamento do Centro de Treinamento em Microcirurgia e do Serviço de Atendimento Personalizado (SAP); criação do Pronto Atendimento, internação e CTI Covid-19.
2019
Marco de 800 cirurgias robóticas realizadas pelo Hospital; inauguração do Serviço de Medicina Nuclear e da Unidade de Transplantes na Av. Andradas, em Belo Horizonte.
2018
Indicação do Hospital, pelo Ministério da Saúde, como um dos centros de referência para tratamento de casos de hepatite fulminante. Também inauguração do laboratório próprio de Anatomia Patológica.
2017
Início do programa de cirurgia robótica desenvolvido em parceria com a Fundação Educacional Lucas Machado (Feluma).
2015
Inauguração do Núcleo de Ciências da Saúde.
2013
Inauguração do Instituto Felício Rocho de Oncologia.
2012
Conquista da acreditação internacional da NIAHO.
2011
Criação do Centro de Radiocirurgia e Radioterapia Estereotáxica. Recebimento da certificação ISO 9001:2008.
2010
Classificação como Hospital Excelência em Saúde pela ONA.
2008
Criação do CTI Cardiológico e recebimento da certificação de Hospital Acreditado Pleno pela ONA.
2003
Criação do Núcleo de Tratamento Avançado da Epilepsia.
2001
Reinauguração do CTI Pediátrico, desativado em 1991, em parceria com a Neocenter.
1986
Realização, em 27 de abril, do primeiro transplante de coração em Minas Gerais e do primeiro em uma mulher, no Brasil. E inauguração da Unidade de Tratamento Intensivo Infantil.
1974
Inauguração da Hemodinâmica.
1972
Implementação do Centro de Terapia Intensiva.
1965
Inauguração do Serviço Unificado de Cirurgia Torácica e Cardiovascular.
1957
Reestruturação do corpo clínico, que passou a contar com profissionais de todas as especialidades médicas. Inspirada no modelo de instituições americanas de saúde, a iniciativa foi pioneira em Minas Gerais.
1954
Assinatura de contratos com a Previdência Social e com as Companhias de Seguros para custeamento do tratamento de indigentes.
1952
Inauguração do Hospital, em 21 de junho.
1950
Doação de bens para a criação da Fundação Felice Rosso, pelo empresário Nicola Felice Rosso, em 24 de março.
1940
Início das obras do Hospital Felício Rocho.
1937
Doação de bens para a criação da Fundação Felice Rosso, pelo empresário Nicola Felice Rosso, em 24 de março.